Literatura Brasileira.net

Olhai os Lírios do Campo - Érico Veríssimo

        Olhai os lírios do campo é um dos romances mais famosos de Érico Veríssimo. Um verdadeiro best-seller que resultou até em novela na Argentina. A narrativa da primeira parte é feita em flashback. Eugênio vai lembrando de momentos da sua vida enquanto se dirige ao hospital onde está Olívia.

Leia mais...

O Cortiço de Aluísio de Azevedo

Um homem qualquer, trabalhador e muito economizador adquire fortuna, amiga-se a uma negra de um cego e sente cada vez mais sede de riqueza. Arranja confusões com um novo vizinho(Miranda) ao disputar palmos de terra. Chega a roubar para construir o que tanto almejava: um cortiço com casinhas e tinas para lavadeiras. Prosperou em seu projeto. João invejava seu vizinho.    

Leia mais...

Laços de Família (Clarice Lispector)

Incluï-se entre os melhores livros de contos de nossa Literatura. São 13 contos centrados, tematicamente, no processo de aprisionamento dos indivíduos através dos "laços de família", de sua prisão doméstica, de seu cotidiano. As formas de vida convencionais e estereotipadas não se repetindo de geração para geração , submetendo-se as consciências e as vontades.

Leia mais...

O Alienista - Machado de Assis

01. "Ao longo da narrativa, Simão Bacamarte persegue incessantemente um objetivo. Qual é este objetivo?"
Conhecer as fronteiras entre a razão e a loucura. Na realidade, ele pretendia buscar a glória, através de um estudo da patologia cerebral.
Obs.: através de Bacamarte, Machado de Assis critica os cientistas da época, que, para ele, não tinham os conhecimentos suficientes e necessários. Esse conhecimento era bazófia (da boca para fora).
 

Leia mais...

O Uruguai (Basílio da Gama)

Este poema épico critica drasticamente os jesuítas, antigos mestres do autor Basílio da Gama. Ele alega que os jesuítas apenas defendiam os direitos dos índios para ser eles mesmos seus senhores.

Leia mais...

A Escrava Isaura - Bernardo Guimarães - Romantismo

"O coração é livre; ninguém pode escravizá-lo, nem o próprio dono."
        Em uma magnífica fazenda, no município de Campos de Goitacases (RJ), morava Isaura, uma linda escrava de cor de marfim. Isaura era filha de uma bonita escrava que por não se sujeitar aos sórdidos desejos do senhor comendador Almeida (dono da casa) sofreu as mais terríveis privações.

Leia mais...

Pesquisar

Usuários On-line

Temos 49 visitantes e Nenhum membro online