Literatura Brasileira.net

GUIMARÃES ROSA (1908 - 1967)

João Guimarães Rosa nasceu em Cordisburgo (MG) em 1908. Formado em Medicina, exerceu a profissão até 1934, quando ingressou na carreira diplomática, tendo servido na Alemanha, Colômbia e França.

Sua primeira obra foi Magma, um livro de contos, com o qual obteve um prêmio da Academia. O livro ficaria inédito. Estreou para o público, de fato, em 1946 com um livro de contos que se tornaria um marco em nossa literatura: Sagarana. Mas sua consagração definitiva viria dez anos depois, com o romance Grande sertão: veredas.

Leia mais...

JUNQUEIRA FREIRE (1832-1855)

Luís José Junqueira Freire nasceu no ano de 1832, em Salvador, Bahia. Estudou Humanidades no Liceu Provincial de sua cidade natal, ingressando posteriormente, aos dezenove anos, na Ordem Beneditina. Aparentemente não apresentava certeza de sua vocação, seguindo esse caminho mais para fugir de uma vida familiar extremamente infeliz. Depois de um ano de sacerdócio, pediu secularização (transformação do sacerdote em leigo), voltando para casa (1854).

Leia mais...

Augusto dos Anjos (1884 - 1914)

Augusto Carvalho dos Anjos nasceu no engenho Pau DÁrco na Paraíba em 1884. Formado em direito pela faculdade de Recife, passa a lecionar em seu estado natal e depois no Rio de Janeiro e em Minas Gerais. Morreu em 1914. Publicou um único livro, "Eu" que mais tarde seria acrescido de outros poemas e passaria a intitular-se "Eu e Outras Poesias". O livro é uma das obras mais originais da literatura Brasileira, motivo pelo qual Augusto dos Anjos não se encaixa, a rigor, em nenhuma outra escola literária.

JOAQUIM MANUEL DE MACEDO (1820-1882)

Nascido a 24 de junho de 1820, no Rio de Janeiro, publicou seu primeiro romance, "A Moreninha", em 1844, o qual lhe deu grande sucesso e notável importância nacional. Neste mesmo ano se formou em Medicina. Faleceu a 11 de abril de 1882, na cidade do Rio de Janeiro. Sua obra apresenta todas as características do romance romântico inicial: descrição dos costumes da sociedade carioca, suas festas e tradições, com caráter documental; estilo fluente e leve, numa linguagem simples; tramas fáceis, pequenas intrigas do amor e mistério, final feliz com a vitória do amor.

Leia mais...

BENTO TEIXEIRA PINTO ( 1561 - 1600)

Um poeta medíocre. Autor de Prosopopéia, que em 1601 dará início ao Barroco no Brasil. Trata-se de um poema épico, em oitava rima, com 94 estrofes, em que exalta a obra de Jorge de Albuquerque Coelho, donatário da capitania de Pernambuco. Obedece ao modelo Camoniano, sendo cansativa e laudatória, de valor puramente histórico. PROSOPOPÉIA PRÓLOGO

Leia mais...

Pesquisar

Usuários On-line

Temos 36 visitantes e Nenhum membro online